quinta-feira, 30 de outubro de 2014

SEXTOS ANOS A e B - SÉTIMOS ANOS A e B - OITAVOS ANOS A e B - 30 de outubro de 2014 - QUINTA-FEIRA

AVALIAÇÃO DE CONTEÚDOS.

Dúvidas e sugestões use o e-mail: jorgep@onda.com.br

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

SEXTOS ANOS A e B - SÉTIMOS ANOS A e B - OITAVOS ANOS A e B - 28 de outubro de 2014 - QUINTA-FEIRA

Atividades neste dia:

REVISÃO DE CONTEÚDOS PARA A AVALIAÇÃO DO DIA 30 de outubro de 2014 - QUINTA-FEIRA

Dúvidas e sugestões use o e-mail: jorgep@onda.com.br 

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

CONTEÚDOS PARA A AVALIAÇÃO DO DIA 30 de outubro de 2014 - QUINTA-FEIRA - SEXTOS ANOS A e B


  • Povos formadores da Grécia
  • Genos
  • Pólis
  • Características da sociedade ateniense: Cidadão, Metecos, Escravos
  • A Educação das crianças atenienses
  • A Democracia de Atenas - Clistenes e Péricles
  • Características da sociedade Espartana: Espartanos,Periecos, Hilotas, escravos
  • A educação das crianças espartanas
  • A Religião da Elite Grega
  • A Religião dos povos gregos mais pobres.
  • Literatura Grega
  • Filosofia Grega
  • Teatro grego
  • Asti
  • Acrópole
  • Ágora
  • Hélade
  • Helenos
  • Magna Grécia
  • Cnossos
  • Aqueus, Jõnios, Eólios, Dórios 
  • Escravos por dívida
  • Cidades-estados
  • Deuses Gregos


Dúvidas e sugestões use o e-mail: jorgep@onda.com.br

CONTEÚDOS PARA A AVALIAÇÃO DO DIA 30 de outubro de 2014 - QUINTA-FEIRA - OITAVOS ANOS


  • O Golpe do 18 Brumário
  • Congresso de Viena ; página 102
  • A Santa Aliança - p[ágina 102
  • O Bloqueio Continental - definição
  • O Bloqueio Continental - consequências para Portugal
  • O Bloqueio Continental - consequências para a Russia
  • O Bloqueio Continental - consequências para o Brasil
  • D João no Brasil : administração
  • D João no Brasil:  cultura
  • D João no Brasil : abertura dos portos brasileiros
  • D João no Brasil : benefícios para a Inglaterra
  • Análise de texto
Dúvidas e sugestões use o e-mail: jorgep@onda.com.br

CONTEÚDOS PARA AVALIAÇÃO DO DIA 30 de outubro de 2014 - QUINTA-FEIRA - SÉTIMOS ANOS A e B


  • Base da alimentação dos escravos, cultivada em pequenos roçados: Mandioca
  • Local onde se moia a cana-de-açúcar, podendo ser movida por força humana, tração animal ou pela água do rio: Moenda
  • Responsável pela vigilância dos escravos, dia e noite: Feitor
  • As plantações de açúcar eram conhecidas por: Canaviais
  • Local onde se coloca ao caldo de cana para ferver até virar pasta: Caldeira
  • Responsável por perseguir os escravos quando de fugas: Capitão do Mato
  • Chicote de couro crú, usado pelos feitores para castigar os escravos: Bacalhau
  • Instrumento de castigo físico que prendia os escravos pelas mãos e pés: Vira-Mundo
  • Tipo de  castigo que prendia os escravos pelas pernas imobilizando-os: Tronco
  • Privilégio da metrópole no comércio com a colônia: Monopólio
  • Produtora de produtos tropicais que devia obrigatoriamente comercializar com a metrópole: Colônia.
  • Faixas de terras que  podiam ser distribuídas pelos donatários a outras pessoas: Sesmarias
  • Um dos objetivos do rei de Portugal ao instituir o sistema de capitânias hereditárias:Colonizar
  • Primeiro Centro Administrativo colonial, fundado por Tomé de Souza: Escolhido Salvador
  • As capitânias que prosperaram: São Vicente e Pernambuco
  • Câmara Municipal: Local responsável por estabelecer formas mais intensas de controle e governo das Vilas.
  • Vereador: escolhido entre os homens bons do lugar, compunha a Câmara Municipal.
  • Juiz ordinário: Escolhido entre os homens bons, dirigia a Câmara Municipal
  • Homem Bom: Em geral, o grande proprietário de terra.
  • Os três governadores gerais do Brasil : Tomé de Souza, Duarte da Costa e Mem de Sá.
  • Feitorias
  • Pau-Brasil
  • Semelhanças entre Astecas e Maias
  • Diferenças entre Astecas e Maias
  • Tupis e Tapuias
  • Jês, Tupi, Aruaque e Karib
  • Características dos povos Incas
Dúvidas e sugestões use o e-mail: jorgep@onda.com.br

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

SÉTIMOS ANOS A e B - 23 de outubro de 2014 - QUINTA-FEIRA

Atividades neste dia:


  • Brasil - exploração do pau-brasil
  • Brasil - colonizadores e índios
  • Brasil - feitorias
  • Brasil - colonização e cana-de-açúcar.
  • Brasil - extinção dos índios
TAREFA PARA O DIA 28 de outubro de 2014  - TERÇA-FEIRA

  • Aproveitando a aula e a folha entregue no dia de hoje anexa abaixo, terminar os exercícios de 21 de outubro de 2014 .
Dúvidas e sugestões use o e-mail: jorgep@onda.com.br 


Nome:

             Ano/Série:
Data:
23/10/2014


Disciplina:
HISTÓRIA
Professor(a):
Jorge P





Os portugueses no Brasil.

  • Chegando ao Brasil os portugueses  denominaram de tupis os povos que viviam no litoral e de tapuias os que viviam no interior.
  • A população indígena estava dividida em grupos muito menores que apresentavam características culturais próprias.
  • Hoje o principal critério utilizado para caracterizar os diversos povos indígenas são as semelhanças existentes em suas línguas. Por este critério, classificam-se o tupi, o jê, o aruaque e os karib.

Consequências para os povos indígenas:
·         Portugal dizimou grande parte dos povos nativos
·         Invadiu suas terras
·         Dominou tudo que restou

Economia:

  • O pau-brasil foi o primeiro produto a ser explorado em grande escala pelos portugueses.
  • O pau-brasil era utilizado para produzir tinta e tingimento de tecidos e na fabricação de móveis e navios.
  • O pau-brasil era abundante no litoral.
  • Seu corte e transporte era feito pelos nativos, sob comando de comerciantes.
  • A atividades  era controlada pelo governo português, que tinha estabelecido o monopólio sobre a exploração deste produto.
  • Como o pau-brasil era planta nativa e frequente no litoral, para sua exploração os portugueses construíram apenas as feitorias para armazenamento do produto e defesa do litoral,  não precisando de colonizar a colônia, em um primeiro momento.


O por quê da  colonização:

·         O interesse dos franceses e de outros povos europeus elas terras americanas.
·         O interesse de outros povos pelo pau-brasil
·         A necessidade de encontrar outros produtos.
·         A necessidade de produzir outros produtos de valor comercial
·         A plantação de cana-de-açúcar
Observações:

·         A nova atividade econômica exigiu grande número de pessoas.
·         A exploração do pau-brasil destruiu parte significativa da mata Atlântica.
·         A produção de cana-de-açúcar, por sua vez, acarretou o surgimento de áreas desérticas, visto que o solo era utilizado de forma predatória e sem renovação.
Sobre a produção de açúcar.

·         Era necessário conseguir trabalhadores em grande quantidade porque todo o processo a era bastante complexo, envolvia diversas atividades, o trabalho era quase todo feito manualmente e buscava-se uma grande produção para a exportação.
·         A escravidão trazia bons lucros para os colonizadores. Além dos altos lucros com o próprio comércio dos escravos os custos com a mão de obra eram menores.
·         A utilização da mão de obra escrava garantia a concentração das propriedades e a produção em grande escala porque eram necessários muitos trabalhadores , isto dificultava o acesso de pequenos produtores à terra.
·         O rei de Portugal oferecia algumas vantagens às pessoas que aceitassem vir para a América como colonizadores,  isto porque a América eram uma terra desconhecida e muito distante de Portugal.
Engenhos:

·         Eram os locais onde se produziam o açúcar.
·         Massapé era o nome dado à terra argilosa, de cor escura, compacta e viscosa, a mais apropriada  para o plantio da cana.
·         O senhor do engenho podia ceder parte da exploração aos trabalhadores livres que, para produzir o açúcar, acabavam utilizando o engenho do proprietário. Em contrapartida, o dono do engenho ficava com uma parte do açúcar produzido.
·         O senhor do engenho durante os séculos XVI e XVII ficava com cerca de um terço do valor pelo o qual o açúcar era vendido na Europa. Assim, eles podiam distribuir áreas de terras a outras pessoas, nomear autoridades, recolher impostos, escravizar e vender índios, fundar vilas, controlar a navegação pelos rios etc.










Administração colonial:

·         Para coloniza a América pela implantação da lavoura de cana-de-açúcar, o governo de Portugal precisava de grandes somas de dinheiro e também de pessoas que pudessem se responsabilizar pela tarefa. Além disso, teve de vencer as dificuldades de implantar a lavoura açucareira em terras distantes.
·         Para superar estas dificuldades, o governo português dividiu o território colonial em quinze grandes faixas de terra chamadas capitanias hereditárias, e entregou-as a doze pessoas, para que as fizessem prosperar.
·          Este sistema já havia sido implantado nas ilhas do Atlântico, como Madeira e Cabo Verde, onde também havia sido desenvolvida a lavoura açucareira.
·         A pessoa que recebia as terras erra chamado de capitão donatário e, em caso de morte, as terras passariam para o filho mais velho.
·         As terras das capitanias eram totalmente desconhecidas e havia hostilidades por parte dos  índios. Além disso, para montar as lavouras e organizar a produção de açúcar, eram necessárias grandes somas de dinheiro.  Para resolver esse problema, o rei oferecia várias vantagens aos donatários: eles tinham, por exemplo, autoridade absoluta  em sua capitania e prestavam contas apenas para o rei.





OITAVOS ANOS A e B - 23 de outubro de 2014 - QUINTA-FEIRA

Atividades neste dia:


  • Bloqueio Continental
  • Bloqueio Continental, consequências para o Brasil Colônia
  • Brasil - Vice-Reino de Portugal
TAREFA PARA O DIA: 28 de outubro de 2014 - TERÇA-FEIRA

  • Terminar a folha de exercícios repassada no dia 21 de outubro.
Dúvidas e sugestões use o e-mail: jorgep@onda.com.br